Principais diferenças entre Vmware e KVM

Por BH Servers
Em Semi Dedicados
04, ago, 2021
Nenhum Comentário
894 Views

Atualmente a versão mais popular oferecida para virtualização é a KVM, porém utilizamos Vmware na maioria de nossos servidores, apesar de também termos a opção KVM.

Aqui pretendemos mostrar o motivo do KVM ser tão popular e o que nos faz insistir no Vmware.

Vmware hipervisor ESXi

A VMware disponibiliza, entre vários serviços, o hipervisor ESXi que é a virtualização mais utilizada por nós. O VMware é instalado diretamente nos servidores físicos de forma que o hardware seja totalmente aproveitado.
A virtualização VMware já oferece um painel tornando todo o prodecimento de virtualização muito mais fácil, de forma que o próprio sistema já permite a criação de maquinas virtuais sem a necessidade de programar algum sistema para gerenciar o sistema.
Essa opção oferece uma API muito completa, que permite a criação de sistemas, como por exemplo o nosso módulo que oferece um painel de controle ao cliente. A API é tão completa que nos permite criar muitos recursos para auxiliar o cliente, se aproximando muito ao padrão atual dos grandes fornecedores, como AWS e Google Cloud. Mas mesmo assim oferermos um preço mais baixo.
Um outro ponto interessante do VMware é a possibilidade de configurar em detalhes os recursos que serão disponibilizados em cada VM. Por exemplo, o VMware permite dizer exatamente quanta frequência (GHz) será disponibilizada, assim como todos os outros recursos. Na prática isso torna o sistema mais veloz e funcionando bem mesmo em planos menores.

Vantagem e desvantagem

A desvantagem do VMware é que é um serviço que no menor nível, é gratuito, mas dependendo da necessidade do usuário, o valor da licença pode atingir valores bastante altos.
A grande vantagem é a performance. Porém trataremos disso no comparativo, mais abaixo.

 

Hipervisor KVM

Diferente do VMware, o KVM é Open Source, ou seja, todo o seu código fonte foi disponibilizado gratuitamente, podendo ser modificado. O KVM é instalado em um sistema Linux.
Por ser um sistema Open Source, já existem várias versões e modificações desse sistema de virtualização, com diferentes características. O KVM é bastante popular pois é a virtulização mais utilizada na maioria dos hosts, que oferecem diferentes tipos de serviço e virtualização com características bastante distintas. Por exemplo o Docker, que transforma a virtualização em uma característica muito particular. Em breve faremos uma publicação sobre o Docker.
Como no VMware, recursos como memória RAM, espaço em disco e rede podem ser configurados em números, porém a virtualização é um pouco diferente. Não é possível disponibilizar uma determinada quantidade de “GHz” para uma VM. A forma utilizada é em porcentagem do núcleo, fazendo o processador virtual trabalhar de forma mais veloz ou mais lenta desde o primeiro processamento. E não por limite, como é o caso do VMware. Na prática, planos menores não funcionam tão bem, exigindo que o cliente contrate planos maiores.

Vantagem e desvantagem

Em nossa opinião e experiência, a desvantagem do KVM é a performance. Por mais que tenhamos feito vários testes, o KVM sempre fica atrás em relação a performance.
A grande vantagem é o fato de ser uma virtualização gratuita e sem limites, possibilitando a criação, quase sem limites.

 

VMware x KVM

E agora? Quem vence essa batalha?
As duas virtualizações possuem características particulares, então seria possível comparar as duas versões?

Não diria que seria exatamente justo comparar as duas versões, mas para resolvermos essa batalha, decidimos deixar nas mãos do Geekbenk a responsabilidade de julgar quem vence.
Para esse teste, instalamos dois serviços em um plano com exatamente as mesmas características. Os servidores físicos também possuem extamente a mesma configuração.

Aqui estão os resultados:

VMware KVM
VMware KVM

De acordo com o Geekbench o Vmware é o vencedor!

Aqui estão os resultados para consulta:

https://browser.geekbench.com/v5/cpu/8439892

https://browser.geekbench.com/v5/cpu/8440078

 

Conclusão

As duas virtualizações são boas porém o VMware, ao menos em nossa experiência, é o que apresenta a melhor performance, de forma que preferimos manter essa virtualização afinal nosso maior interesse é o sucesso do cliente. Para isso é necessário oferecermos a melhor tecnologia que temos à disposição.